Notícias https://saude.mg.gov.br Thu, 02 Apr 2020 11:18:20 +0000 Joomla! - Open Source Content Management pt-br Secretaria de Saúde realiza coletiva de imprensa virtual sobre situação do coronavírus em Minas Gerais https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12385-secretaria-de-saude-realiza-coletiva-de-imprensa-virtual-sobre-situacao-do-coronavirus-em-minas-gerais https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12385-secretaria-de-saude-realiza-coletiva-de-imprensa-virtual-sobre-situacao-do-coronavirus-em-minas-gerais

O secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, o secretário adjunto de saúde, Marcelo Cabral e o subsecretário de vigilância em saúde, Dario Brock Ramalho, participaram, nesta segunda-feira, 30/03, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, de mais uma coletiva virtual sobre a situação do coronavírus no estado. “Minas Gerais teve o primeiro óbito em decorrência do coronavírus confirmado no boletim de hoje. Todo o esforço que o Governo e a SES-MG estão fazendo é para reduzir o máximo possível a ocorrência de casos e óbitos relacionados ao COVID-19. No entanto, numa epidemia deste tamanho, infelizmente, já é esperado a ocorrência de tais fatos e é importante frisar que o registro deste primeiro óbito não altera o patamar atual do Estado, ou seja, não modifica a conduta que já estamos tendo com relação à pandemia”, explicou o secretário de saúde, Carlos Eduardo Amaral.

Crédito: Gil Leonardi

Em relação aos exames que estão sendo realizados pela Fundação Ezequiel Dias (FUNED), o secretário explicou que, atualmente, há 2.400 exames que já foram realizados pela Fundação e a capacidade neste momento é de 400 exames realizados por dia. A previsão é que até o fim desta semana o estado aumente sua capacidade operacional para cerca de 1.800 exames diários, “com isso entendemos que haverá considerável alinhamento entre as notificações, os exames colhidos e a capacidade operacional da secretaria. No entanto, é importante entender que o número de notificações cresce progressivamente e a secretaria gradualmente vai ampliando sua capacidade operacional”, explicou.

Em relação à investigação dos óbitos, o subsecretário de vigilância em saúde, Dario Brock Ramalho, explicou de que forma as notificações são realizadas. “É importante frisar que os óbitos em investigação são dinâmicos e a listagem se altera diariamente, de acordo com a publicação de cada boletim. À medida que a epidemia avança é esperado que haja uma maior suspeição em relação ao coronavírus, ou seja, é esperado que haja um aumento na notificação de casos suspeitos, o que não significa dizer que de fato há um aumento dos óbitos por COVID-19. O que ocorre é a sensibilidade do sistema tendo em vista o avanço da epidemia”, pontuou o subsecretário.

COES Regional

Na ocasião, foi informado também que como medida de regionalizar ainda mais o controle da saúde, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) ativará o Centro de Operações em Emergência de Saúde (COES) nas 28 Regionais de Saúde do Estado. “Essa ação tem como objetivo aproximar o controle da emergência de saúde pública de cada região dos municípios e dos prestadores. Como Minas Gerais é um estado de grandes dimensões, essa ação é fundamental para haver a cobertura de todas as áreas de forma igualitária, de acordo com cada necessidade territorial”, avaliou o secretário.

Serão ao todo 14 Comitês Macrorregionais para enfrentamento ao COVID-19, distribuídos nas macrorregiões de saúde, definidas pelo Plano Diretor de Regionalização (PDR). As sedes administrativas serão as Superintendências Regionais de Saúde, localizadas nos municípios pólo da macrorregião. Os comitês possuirão caráter propositivo e composição multidisciplinar e multissetorial. Estarão vinculados ao COES-MINAS COVID-19, coordenado pela SES/MG.

Ao ser questionado sobre possíveis subnotificações no Estado, o secretário Carlos Eduardo explicou que há três níveis de acompanhamento dos casos. No primeiro nível há o aumento de forma extrema na notificação de possíveis casos suspeitos, o estímulo para que os profissionais de saúde que atendam casos em que há a ocorrência de um quadro viral ou gripal, notifique-os como casos suspeitos, “ao fazer isso facilitamos a análise de todas as áreas do estado a fim de observar possíveis mudanças. Portanto, nem tudo que está sendo notificado como suspeito de coronavírus de fato será confirmado como a doença”, avaliou.

O segundo nível é a confirmação diagnóstica,  que se dá por meio da realização de exames, dentro dos critérios estabelecidos para a testagem ser feita, que atestam se os casos são de coronavírus ou não. “A partir do momento em que Minas Gerais passou a ser uma área de transmissão comunitária, foi definido que a realização dos exames seria prioritária para casos de óbitos, pessoas privadas de liberdade ou asiladas, rede sentinela e profissionais de saúde. Este é o foco dos exames que estão realizando atualmente”, destacou.

O terceiro e último nível são os esforços para evitar a sobrecarga do sistema de saúde do Estado. “Fazemos o acompanhamento diário e, neste momento, não identificamos essa sobrecarga e isso é importante, pois reflete que nossos esforços estão alinhados e que estão surtindo efeitos. Por isso, é fundamental destacar que a subnotificação, caso ocorra, não é volumosa o suficiente para modificar os casos hoje divulgados”, concluiu.

Em relação aos equipamentos de proteção individual (EPI) dos profissionais de saúde, o secretário adjunto de saúde, Marcelo Cabral, destacou os repasses que a Secretaria tem feito aos municípios a fim de auxiliá-los no enfrentamento ao covid-19. “Por meio da subsecretaria de inovação e logística da SES-MG temos feito os repasses, conforme anunciado ao longo da última semana, de R$ 71 milhões para os hospitais da Região Metropolitana de Belo Horizonte, R$ 61 milhões para Unidade Básica de Saúde (UBS) e UPAS e R$ 32 milhões para Atenção Primária, que dão condições para que os municípios façam as devidas aquisições de insumos e EPI, de acordo com suas necessidades”, afirmou.

Boletim epidemiológico 30/03

De acordo com o boletim epidemiológico publicado na manhã desta segunda-feira, 30/03, Minas Gerais apresenta 29.724 casos suspeitos e 261 casos confirmados. Há, ainda, 23 óbitos em investigação e um óbito confirmado.

]]>
Banco de notícias Mon, 30 Mar 2020 19:04:43 +0000
Campanha de vacinação contra a gripe começa na próxima segunda-feira https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12315-campanha-de-vacinacao-contra-a-gripe-comeca-na-proxima-segunda-feira https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12315-campanha-de-vacinacao-contra-a-gripe-comeca-na-proxima-segunda-feira

O início da 22ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza será antecipado para a próxima segunda-feira (23/03). Dividida em três fases, a campanha tem como objetivo auxiliar os profissionais de saúde a descartarem a influenza na triagem de casos para o novo COVID-19, acelerando o diagnóstico e minimizando o impacto nos serviços de saúde. A meta é imunizar 90% do público prioritário da campanha, composto por aproximadamente sete milhões de pessoas em Minas Gerais.

Crédito: Gil Leonardi

De acordo com a coordenadora estadual do Programa de Imunizações da SES-MG, Josianne Dias Gusmão, vacinar primeiro os idosos e os trabalhadores da saúde faz parte das estratégias de proteção do grupo que está mais suscetível ao vírus da influenza. “Os sintomas da influenza são semelhantes aos do coronavírus e essa antecipação visa diminuir a carga da circulação de influenza na população. Em Minas, 2,3 milhões de pessoas fazem parte do grupo com 60 anos ou mais de idade e do grupo de profissionais de saúde são 460.500 pessoas. A vacina contra a gripe reduz as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pela influenza, por isso é fundamental que este público compareça às Unidades Básicas de Saúde nessa primeira etapa”, afirma.

A segunda fase da campanha começa no dia 16 de abril e tem como foco os professores das escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento e portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais. Já na terceira fase, que começa no dia 9 de maio, deverão receber a vacina as crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos de idade.

A campanha será encerrada no dia 22 de maio e as etapas ocorrerão simultaneamente em todos os municípios mineiros. O público da campanha também está maior neste ano, abarcando os adultos de 55 a 59 anos, que não recebiam a vacina nos anos anteriores. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias, de 39% a 75% a mortalidade global e em, aproximadamente, 50% nas doenças relacionadas à influenza. “A vacina influenza é a medida de prevenção mais importante para proteger contra a doença”, aponta Josianne Gusmão.

Recomendações para a aplicação das doses diante dos casos do novo COVID-19

Diante dos casos do novo COVID-19, o Ministério da Saúde recomenda que os municípios adotem uma série de estratégias para evitar aglomerações durante a vacinação nas Unidades Básicas de Saúde. Cada município terá autonomia para definir quais estratégias irá adotar, de acordo com sua realidade e cenário epidemiológico. Contudo, é recomendado que diferentes formatos de organização do processo de trabalho das equipes sejam adotados.

Entre as estratégias que podem ser adotadas está o estabelecimento de parcerias locais com instituições públicas e privadas a fim de descentralizar o máximo possível a vacinação para além das Unidades Básicas de Saúde (UBS). Entre os possíveis parceiros estão os serviços de assistência social, instituições de ensino superior, as Forças Armadas e a extensa rede de farmácias privadas do país, entre outros.

A organização das UBS com horário de funcionamento estendido também está entre as recomendações, garantindo a oferta de vacinação na hora do almoço, bem como nos horários noturnos e finais de semana. Unidades com mais de uma equipe podem se organizar em escalas de trabalho flexíveis a fim de garantir o quantitativo de profissionais necessários para assegurar o acesso da população à vacina durante todo o horário de funcionamento do serviço. Outra recomendação é a disponibilização de um local específico na unidade de saúde para vacinação do idoso, pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas, separados do local de vacinação direcionado aos demais grupos.

Realizar a vacinação extramuro, em locais de convivência social (supermercados, centro de idosos, igrejas, escolas, etc) em locais abertos e ventilados e, inclusive, em Unidades Móveis da Saúde também integra as recomendações do Ministério da Saúde.

Gripe

Causada por diferentes tipos de vírus, a gripe é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. Sua capacidade de transmissão é considerada alta, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais. Para se prevenir é fundamental a adoção de hábitos simples como lavar as mãos frequentemente com água e sabão, evitar tocar a boca, nariz e olhos, limpar e desinfetar superfícies que podem estar contaminadas, manter os ambientes bem ventilados, além de evitar contato físico com outras pessoas.

Se não for tratada a tempo, a gripe pode causar complicações graves e levar à morte, principalmente nos grupos de alto risco, como pessoas com mais de 60 anos, crianças menores de cinco anos, gestantes e doentes crônicos. Nos casos mais graves, geralmente, existe dificuldade respiratória e há necessidade de hospitalização. Nesta situação, denominada Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), é obrigatória a notificação às autoridades de saúde. Os principais sintomas são febre, dor no corpo, dor de cabeça e tosse seca.

]]>
Banco de notícias Thu, 19 Mar 2020 15:01:39 +0000
Secretaria de Estado de Saúde decreta situação de emergência como umas das medidas para contenção do coronavírus https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12274-secretaria-de-estado-de-saude-decreta-situacao-de-emergencia-como-umas-das-medidas-para-contencao-do-coronavirus https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12274-secretaria-de-estado-de-saude-decreta-situacao-de-emergencia-como-umas-das-medidas-para-contencao-do-coronavirus

Nesta sexta-feira (13/03), a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) decretou Situação de Emergência em Saúde Pública no estado como uma das ações de preparação para assistência aos pacientes com coronavírus. Entre as medidas previstas pelo decreto está a dispensação de licitação para compra de insumos, medicamentos e aparatos médicos, além da contratação de profissionais. Clique aqui e acesse o Decreto nº113, de 12 de março de 2020.

Crédito: Marcus Ferreira

O decreto também oficializa a instalação do Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES-MINAS), coordenado pela SES-MG, para monitoramento e estudo dos casos, além da atuação na tomada de decisões e organização das ações de enfrentamento. Conforme explica a coordenadora do COES-Minas, Rejane Letro, a SES-MG tem ampliado sua capacidade de resposta por meio do trabalho realizado pelos técnicos. “Na verdade, o COES-MINAS já está funcionando desde 30 de janeiro e a partir de agora estará ativo 24 horas por dia com profissionais de plantão, inclusive nos finais de semana orientando e capacitando profissionais de saúde que atuam diretamente na assistência. Essa é uma das ações que ampliam nossa capacidade de resposta frente ao vírus”, afirma.

Por meio do decreto fica prevista, ainda, a possibilidade de realização compulsória de exames médicos, testes laboratoriais, vacinação e tratamentos médicos em pacientes que se recusarem a receber atendimento, além da aquisição de serviços com pagamento posterior de indenização, caso necessário.

De acordo com a diretora de Vigilância de Agravos Transmissíveis da SES-MG, Janaína Fonseca Almeida, a publicação do decreto dispensa questões burocráticas que geram lentidão nos processos de compra e contratação de profissionais, fortalecendo a assistência especialmente aos pacientes que pertencem ao grupo de risco. “Um vírus novo sempre causa muito impacto na assistência, mas estamos trabalhando para que todo esse impacto seja minimizado, concentrando esforços na contenção de casos e mitigação dos óbitos. Vamos atacar o vírus em grupos de risco, idosos e pessoas que tenham comorbidades, que estão mais suscetíveis a terem o estado de saúde agravado”, explica.

A SES-MG também está trabalhando no fortalecimento da assistência e disponibilização de leitos. Atualmente, o Sistema Único de Saúde (SUS) de Minas Gerais conta com 2.795 leitos de UTI que poderão ser utilizados para atendimento dos casos graves de infecção pelo coronavírus, podendo, ainda, adquirir leitos na rede privada e habilitar novos, caso necessário.

Conforme explica o subsecretário de Políticas e Ações de Saúde da SES-MG, Marcílio Dias Magalhães, as estruturas de UTI são muito utilizadas para atendimento aos casos graves e, por isso, a SES-MG está atuando em ações voltadas para a disponibilização desse tipo de assistência. “Estamos seguindo o Plano de Contingência e trabalhando também com a possibilidade de compra de kits para potencializarmos outros tipos de leitos para uso como CTI. Além disso, a SES-MG trabalha com a possibilidade de adiamento de cirurgias eletivas, aquelas que não são de urgência, para ampliação da capacidade de atendimento dos pacientes com coronavírus”, disse.

Crédito: Marcus Ferreira

Já os casos considerados leves, sem sinais de gravidade, após avaliação médica serão encaminhados para isolamento domiciliar com orientações e acompanhamento realizados pela Atenção Primária à Saúde do município de residência, conforme atualização do protocolo e procedimentos padronizados.

Outras ações da SES-MG para contenção do vírus

Além do decreto de emergência, organização da assistência e funcionamento 24 horas do COES-MINAS, a SES-MG tem realizado uma série de ações para contenção do vírus e promoção da assistência aos pacientes. Entre as ações está o monitoramento dos contatos dos casos considerados suspeitos, treinamento de profissionais das 28 Regionais de Saúde do Estado, solicitação de compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para atendimento aos casos suspeitos e profissionais que prestam atendimento, produção de protocolos de atendimento e orientação aos municípios.

As medidas são atualizadas diariamente diante de mudanças no cenário epidemiológico e a SES-MG tem atuado na garantia da assistência necessária à população. “São várias as iniciativas de enfrentamento, tanto no eixo da vigilância quanto de mobilização social. A própria publicação do decreto auxilia no incremento de recursos humanos e fortalecimento de serviços de uma forma mais rápida como a epidemia exige”, explica Janaína Almeida.

Orientações à população

Por se tratar de um vírus de transmissão respiratória, o contágio acontece de forma rápida, especialmente pelo contato próximo com um indivíduo doente através da fala, tosse e espirro. Por isso, neste momento, a SES-MG orienta a população a evitar o contato físico com pessoas que apresentem sintomas respiratórios, incluindo apertos de mão e abraços. A circulação em locais fechados com pouca circulação de ar também deve ser evitada.

Outras medidas devem ser tomadas, incluindo lavar as mãos com frequência, evitar compartilhamento de alimentos, copos, talheres, toalhas e outros objetos de uso pessoal, nunca usar as mãos para tossir ou espirrar e manter os ambientes arejados e com entrada de ar. Não há, ainda, orientações relacionadas ao cancelamento de aulas, shows e outros eventos que reúnam aglomerações. Contudo, as medidas são bem dinâmicas e a SES-MG acompanha o avanço dos casos e tomará as medidas que se mostrarem necessárias para a contenção do vírus, conforme avaliação de risco.

]]>
Banco de notícias Fri, 13 Mar 2020 13:01:05 +0000
Funed atua contra o Coronavírus https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12398-funed-atua-contra-o-coronavirus https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12398-funed-atua-contra-o-coronavirus

 

A Fundação Ezequiel Dias (Funed) vem, desde o dia 12 de março, realizando exames para identificação da Covid-19 nas amostras biológicas suspeitas, recebidas de todos os municípios do estado de Minas Gerais e de unidades de atendimento de saúde. Os profissionais da Instituição vêm trabalhando ativamente em horários extraordinários e finais de semana para atendimento às demandas de análises e liberação de resultados no mais curto espaço de tempo possível. Até o dia 30/3, a Funed já havia recebido 5.956 amostras para realizar análises, sendo que 2.100 amostras já foram analisadas e 3.856 amostras estavam em processo.

Crédito: Karol Avelino

Para aumentar a capacidade de produção, a Funed vem estabelecendo parcerias com outros laboratórios públicos e/ou privados para atendimento da demanda da Covid-19. Do dia 23 até o dia 26 de março, a Funed recebeu documentos para habilitação de laboratórios que manifestaram interesse em compor a RedeLab Covid-19. A Fundação está, neste momento, analisando os documentos recebidos para dar prosseguimento a essa parceria. Os laboratórios candidatos a compor a Redelab Covid-19 deverão atender, no mínimo,aos seguintes pré-requisitos:

- ser um laboratório que realiza análises de caráter clínico/científico em amostras biológicas humanas, classificado com nível de segurança biológica NB2;
- ter recursos humanos e infraestrutura adequada para a execução do método RT-PCR em tempo real;
- seguir as normas de qualidade e biossegurança, além de encaminhar as amostras para o Laboratório Central de Saúde Pública de Minas Gerais, na Funed, a título de controle de qualidade.

Por questões de urgência e de logística, a Funed tem trabalhado inicialmente com o cadastramento de laboratórios mais próximos, dentro da região metropolitana, onde é possível ter resultados de imediato. Essa decisão se embasa ainda na eventual necessidade de suporte técnico-científico durante a implantação da metodologia nos laboratórios habilitados, além dos processos de validação e verificação de equipamentos com kits da Funed.

Profissionais no combate à pandemia

O Instituto Octávio Magalhães (IOM), Laboratório Central de Saúde Pública de Minas Gerais (Lacen/MG), da Funed, é responsável pelo processamento das amostras, possui atualmente 238 funcionários. Desses, 23 trabalham no Serviço de Gerenciamento de Amostras (Sgab) e 32 trabalham no Serviço de Virologia e Riquetsiose (SVR). Hoje, todos os funcionários estão ligados direta e indiretamente às análises das amostras de Covid-19, desde seu recebimento até a liberação do resultado.

Outro ponto importante para aumentar a capacidade produtiva no diagnóstico da doença é que a Funed obteve autorização do Governo do Estado de Minas Gerais para a contratação emergencial de sete servidores, sendo um analista, quatro técnicos e dois administrativos para complementação de pessoal. Esse processo seletivo já foi concluído, sendo que os novos servidores foram selecionados nesta segunda-feira (30/3) e iniciam suas atividades a partir de hoje (1/4).

Fluxo do serviço da Covid-19

As amostras chegam à Funed previamente cadastradas no Sistema Gerenciamento de Ambiente Laboratorial (GAL). A porta de entrada das amostras na Funed é o Serviço de Gerenciamento de Amostras Biológicas (Sgab), onde estas são recebidas, conferidas e encaminhadas ao laboratório responsável pela realização dos exames, o Serviço de Virologia e Riquetsioses (SVR).

Cabe à Funed a realização e liberação das informações laboratoriais no sistema GAL, em que o solicitante e gestores da saúde pública têm acesso autorizado. São eles: unidade de atendimento solicitante, Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Ministério de Saúde (MS), Secretaria de Estados de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), entre outros. Já a divulgação de resultados e fechamento de casos é de responsabilidade da SES-MG. A Funed não divulga resultados laboratoriais.

Tempo de exame para identificação do Covid-19

Há variação no tempo de liberação de resultados, segundo demanda recebida. Hoje (1/4), as amostras, estão sendo recebidas, conferidas, processadas e os exames tendo resultados liberados no sistema GAL em aproximadamente 5 dias, a partir da entrada das amostras na Funed.

Prioridade de exames

A priorização dos exames é realizada a partir da solicitação dos Centros de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) estadual e municipal, assim como por gestores da saúde pública. São priorizados, por exemplo, os casos graves com internação em CTI/UTI e os profissionais de saúde.

Kits exames

Os kits para o diagnóstico molecular estão sendo regularmente fornecidos pelo Ministério da Saúde em quantidade suficiente para atender a capacidade produtiva da Funed, que hoje é de liberação de aproximadamente 400 exames ao dia.

Os kits de coleta naso-orofaringe são disponibilizados pela Funed para todas as unidades de saúde responsáveis pelas coletas, mediante solicitação encaminhada por e-mail, seguindo fluxo já estabelecido para outras infecções causadas por vírus respiratórios. A Funed vem liberando normalmente os kits e, até o momento, não há falta dos mesmos para entregas.

A Covid-19 no Estado

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), em 1/4/2020, o estado possui 34.018 casos suspeitos, 314 casos confirmados, 45 casos de óbitos em investigação e três óbitos confirmados.

Histórico

Em seus 112 anos de história, a Funed vem dando respostas às inúmeras epidemias, surtos e agravos. A exemplo do que foi feito no passado no combate à Doença de Chagas, pestes, leishmaniose, febre amarela, dengue e outras doenças, a Fundação continua trabalhando para o fortalecimento do SUS e na proteção da saúde do povo mineiro.

A Funed e, primordialmente, os servidores do IOM não estão medindo esforços na tomada de ações cabíveis e necessárias à contenção do avanço do novo coronavírus.O IOMé composto atualmente por 42 laboratórios de análises para diagnósticos de diversas doenças de notificação compulsória, produtos sujeitos à análise para controle sanitário, ensaios de proficiência, produção de meio de cultura, controle de qualidade de produtos e tratamento de resíduos e preparo de materiais. Seus laboratórios são pré-qualificados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para análises físico-química e microbiológicas de medicamentos, têm sua competência técnica reconhecida pela Coordenação Geral de Acreditação do INMETRO (Cgcre), por meio da acreditação conforme os requisitos da ABNT NBR ISO/IEC 17025. A ISO/IEC 17025 é uma norma internacional utilizada para reconhecimento da competência técnica de laboratórios na execução de ensaios. O IOM faz parte da Rede Brasileira de Laboratórios Analíticos em Saúde (REBLAS), que é coordenada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Além disso, a Funed é certificada ISO 9001 desde 2015.

Seus laboratórios são pré-qualificados pela Organização Mundial da Saúde (OMS)

Só no ano passado (2019), o IOM realizou mais de 810 mil análises laboratoriais de interesse da saúde pública: 363.906 exames realizados para esclarecimento de casos suspeitos, surtos e epidemias de diferentes doenças como dengue, zika, H1N1, sarampo, chikungunya, tuberculose, meningite, leishmaniose, malária, chagas, entre outras, em todo o estado de Minas Gerais. Além disso, foram realizadas 445.635 análises de produtos sujeitos ao controle sanitário, como água de hemodiálise, água para consumo humano, alimentos, cosméticos, medicamentos, entre outros.

]]>
Banco de notícias Wed, 01 Apr 2020 20:19:06 +0000
SES-MG amplia capacidade de testagem do Covid-19 em Minas https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12397-ses-mg-amplia-capacidade-de-testagem-do-covid-19-em-minas https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12397-ses-mg-amplia-capacidade-de-testagem-do-covid-19-em-minas

Durante entrevista coletiva realizada na tarde desta terça-feira (31/03), na Cidade Administrativa, o Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) Carlos Eduardo Amaral, anunciou um reforço no diagnóstico dos casos de coronavírus no Estado. Além dos laboratórios credenciados que já realizam o processamentos dos exames, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) passará a realizar os testes a partir de amanhã (2/4). " Além da capacidade operacional da Funed, estamos iniciando uma rede de laboratórios no Estado e a UFMG vai fazer parte disso. Com isso buscamos realizar mais diagnósticos da população mineira. Atualmente, os exames realizados no Estado são por diagnósticos via PCR, ou seja, é analisado a presença do vírus na mucosa e secreções nasais do paciente. Com o PCR identificamos as pessoas que têm a presença do vírus, confirmando como positivo para o coronavírus, ou seja, a pessoa está com o vírus", explicou.

Crédito: Pedro Gontijo

Ainda segundo o secretário, está prevista a entrega de kits de testes rápidos por parte do Ministério da Saúde, para todos os estados. Os testes rápidos são diferentes dos PCRS, os testes rápidos identificam anticorpos já gerados pelo do vírus, ou seja, eles tem o objetivo de saber se a pessoa já teve ou não contato com o vírus em algum momento. "Esse teste serão importantes para uma fase um pouco mais avançada da epidemia, quando começarmos a pensar em afrouxar ou modificar as medidas de isolamento. Por isso o MS já está sinalizando a distribuição dos testes aos estados. Além disso, também estamos buscando a aquisição desses itens, pois precisaremos ter um pouco mais de segurança sobre quem já teve contato com o covid-19 e está protegido e aqueles que não tiveram contato ainda e precisam de cuidados. Do ponto de vista técnico, nãoachamos interessante a utilização dessa metodologia neste momento", disse.

Além dessas medidas, Carlos Eduardo Amaral informou que o Estado conta com a adesão de 48 dos 74 Consórcios Intermunicipais de Saúde ao edital de seleção para o enfrentamento das emergências de saúde em Minas. "Essa adesão tem o objetivo de complementar as ações de serviços de saúde do estado e proporcionar, através desses consórcios, mais agilidade no enfrentamento ao covid-19", pontuou.

Leitos

A SES-MG está trabalhando no fortalecimento da assistência e disponibilização de  leitos. Atualmente, o Sistema Único de Saúde (SUS) de Minas Gerais conta com 2.795 leitos de UTI que poderão ser utilizados para atendimento dos casos graves de infecção pelo coronavírus. De acordo com o Secretário, "o Estado conta com 300 leitos de enfermarias que já estão em funcionamento no atendimento à pacientes com covid-19. Temos, também, 50 leitos de UTI que serão realocados para ampliar o atendimento, estamos lançando o edital para a contratação de até 2000 leitos na rede de prestação de serviços associados à Secretaria Estadual de Saúde. Esse edital será muito importante pois permitirá a ampliação importante da rede de leitos do Estado", explicou.

Curva epidemiológica

De acordo com o Secretário, a projeção em relação às incidências de casos no Estado, realizada pela SES e UFMG, é que tivéssemos uma curva semelhante a de países como China e Itália. Diante disso o acompanhamento dos casos passou a acontecer diariamente. "Em 19/3 identificamos esse início da elevação dos casos. Assim reunimos a equipe técnica e com esse dados, optamos por iniciar a indicação do isolamento social. Com as ações de isolamento, realizada nas últimas semanas, tivemos um retardamento dessa curva, que deixou de ser verticalizada e começou ascender lentamente. Isso é muito importante, pois o pico da curva foi retardado e, com isso, a pressão sobre o serviço de saúde está relativamente controlada", avaliou.

Boletim epidemiológico 1/4

De acordo com o boletim epidemiológico publicado na manhã desta quarta-feira, 1/4, Minas Gerais tem 34.018 casos suspeitos para COVID-19 e 314 casos confirmados. Quarenta e cinco (45) óbitos estão em investigação e três óbitos foram confirmados.

]]>
Banco de notícias Wed, 01 Apr 2020 19:38:25 +0000
Regionais de Saúde do Norte de Minas avançam na elaboração do Plano de Contingência de enfrentamento ao coronavírus https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12396-regionais-de-saude-do-norte-de-minas-avancam-na-elaboracao-do-plano-de-contingencia-de-enfrentamento-ao-coronavirus https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12396-regionais-de-saude-do-norte-de-minas-avancam-na-elaboracao-do-plano-de-contingencia-de-enfrentamento-ao-coronavirus

Nesta quarta-feira, 1º de abril, as Regionais de Saúde de Montes Claros, Januária e Pirapora avançaram no trabalho de elaboração do Plano de Contingência Operativo Covid-19, envolvendo os 86 municípios que compõem a região ampliada de saúde do Norte de Minas. Durante reunião realizada no auditório do Hospital Universitário Clemente de Faria, em Montes Claros, a superintendente regional de saúde de Montes Claros, Dhyeime Thauanne Pereira Marques, apresentou versão preliminar do Plano de Contingência a gestores de instituições prestadoras de serviços hospitalares e do Conselho de Secretários de Saúde de Minas Gerais – (Cosems). No encontro várias lideranças tiveram a oportunidade de apresentar sugestões para conclusão do Plano de Contingência, contemplando os 86 municípios da região.

Crédito: Pedro Barbosa

Durante o encontro que contou com a participação das gerentes regionais de saúde de Januária e Pirapora, Ioná de Carvalho Lisboa e Adriana Kátia Emiliano Souza, respectivamente, Dhyeime Marques destacou a importância da elaboração do Plano de Contingência visando nortear as ações a serem implementadas pelos gestores, de acordo com o avanço ou não da pandemia do coronavírus na região.

Além de gestores de saúde representando os municípios e o Estado,  o Plano de Contingência da macrorregião conta com articulação com outras instituições, entre elas o Ministério Público, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar,  instituições prestadoras de serviços hospitalares e o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência e Emergência do Norte de Minas – (Cisrun), que administra o Samu.

Sexta-feira, 3 de abril, termina o prazo para os municípios e as regiões polo de saúde concluírem a elaboração dos seus planos de contingência para enfrentamento ao coronavírus. Com base nesses planos as regionais de saúde de Montes Claros, Januária e Pirapora vão concluir, até o dia 10 de abril, a elaboração do plano de contingência macrorregional, bem como os fluxos de atendimento de pacientes nas unidades de saúde e que venham apresentar sintomas de terem contraído a Covid-19, doença causada pelo coronavírus.

]]>
Banco de notícias Wed, 01 Apr 2020 16:52:17 +0000
Informe Epidemiológico Coronavírus 01/04/2020 https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12395-informe-epidemiologico-coronavirus-01-04-2020 https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12395-informe-epidemiologico-coronavirus-01-04-2020

Até o momento são 34.018* casos suspeitos para COVID-19, 314 casos confirmados. Quarenta e cinco (45) óbitos estão em investigação** e três óbitos foram confirmados.

*Dados atualizados em 01/04/2020. Fonte: FormSUSRedCap e e-SUS VE. Dados parciais, sujeitos à alteração, devido à instabilidade de acesso ao novo sistema oficial de informações dos casos de COVID-19 (e-SUS VE). Com a atualização do e-SUS VE o número de casos suspeitos em 01/04/2020 passou para 34.018 após exclusão de 206 registros que estavam duplicados.

**Óbitos em investigação: óbitos suspeitos de COVID-19 que aguardam a realização de exames laboratoriais e levantamento de informações clínicas e epidemiológicas. Até o momento foram notificados 61 óbitos suspeitos, sendo 19* descartados para COVID-19. *Número corrigido em razão de duplicidade verificada nos registros oficiais.

Paciente 1: trata-se de paciente do sexo feminino, 82 anos, residente no município de Belo Horizonte. Ela foi internada no Hospital Biocor em Nova Lima em 21/03/20, com quadro de febre, tosse e desconforto respiratório, sendo transferida para UTI em 23/03/20. Foi coletado Swab para pesquisa de COVID-19 em 23/03. A paciente apresentava comorbidades: doença cardiovascular crônica, diabetes mellitus e pneumopatia crônica. Óbito ocorrido em 29/03/20. Exame de swab detectável para COVID-19 feito em laboratório privado.

Paciente 2: sexo masculino, 66 anos, residente do município de Belo Horizonte, portador de cardiopatia e diabetes mielitus. Exame detectável por RT-PCR em laboratório da rede privada. Com amostra para realização de swab, também, na Fundação Ezequiel Dias. Óbito ocorrido em 30/03/20.

Paciente 3:

Paciente 3 – sexo masculino, 44 anos, residente do município de Mariana. Óbito em 30/03/2020, em hospital do município de Nova Lima, confirmado por exame laboratorial realizado pela Fundação Ezequiel Dias (Funed). Comorbidades: em investigação.

Considerando que o Ministério da Saúde classificou todo o país como transmissão comunitária, além da necessidade de qualificar as informações sobre a circulação do Coronavírus em Minas Gerais, a partir de 23/03/2020 o Boletim Informativo Diário COVID-19 publicará o detalhamento apenas dos casos confirmados.

Ressaltamos que a distribuição dos casos suspeitos por município, bem como casos descartados e notificados, serão atualizadas diariamente, através do site www.saude.mg.gov.br/coronavirus - “Distribuição dos casos de COVID-19 em Minas Gerais".

A partir de 27/03/2020 os casos suspeitos de COVID-19 passaram a ser notificações no E-SUS VE, novo sistema disponibilizado pelo Ministério da Saúde. Considerando o processo de transição e a instabilidade do novo sistema, ainda não é possível extrair um relatório completo, que detalhe o número de casos por município. Assim que possível, as informações serão atualizadas.

DISTRIBUIÇÃO DOS CASOS CONFIRMADOS DA COVID-19 SEGUNDO MUNICÍPIO DE RESIDÊNCIA, MINAS GERAIS, 2020

Município de residência

n

Alfenas

1

Araguari

1

Belo Horizonte

188

Betim

5

Boa Esperança

1

Bom Despacho

1

Campo Belo

1

Campos Altos

1

Carmo do Cajuru

1

Contagem

7

Coronel Fabriciano

1

Divinópolis

13

Extrema

1

Governador Valadares

2

Guimarânia

1

Ipatinga

1

Juiz de Fora*

24

Lagoa da Prata

4

Lavras

1

Manhuaçu

1

Mariana

2

Muriaé

1

Nova Lima*

19

Passos

1

Patrocínio

1

Poços de Caldas

2

Pouso Alegre

1

Sabará

4

Santa Luzia

1

São João del Rei

2

Serra do Salitre

1

Sete Lagoas

2

Timóteo

1

Uberaba

3

Uberlândia

14

Unaí

1

Em investigação

2

Acesse o boletim informativo; clique aqui.

Terminologias:

TRANSMISSÃO COMUNITÁRIA
Incapacidade de relacionar casos confirmados através de cadeias de transmissão para um grande número de casos OU pelo aumento de testes positivos através de amostras sentinela (testes sistemáticos de rotina de amostras respiratórias de laboratórios estabelecidos).

CASO IMPORTADO
Caso importado- Infecção ocorreu fora do município de residência.

TRANSMISSÃO LOCAL
A identificação do caso suspeito ou confirmado em que a fonte de infecção seja conhecida OU até a 4ª geração de transmissão.

Fonte: http://plataforma.saude.gov.br/novocoronavirus/

 
 
What do you want to do ?
New mail
]]>
Banco de notícias Wed, 01 Apr 2020 11:24:47 +0000
Secretários de Estado concedem coletiva de imprensa sobre os desdobramentos da pandemia em Minas Gerais https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12394-secretario-de-saude-concede-coletiva-de-imprensa-sobre-o-coronavirus-em-minas-gerais https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12394-secretario-de-saude-concede-coletiva-de-imprensa-sobre-o-coronavirus-em-minas-gerais

Os secretários da Fazenda, Gustavo Barbosa; Geral, Mateus Simões, de Planejamento, Otto Levy e de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, concedem, nesta quarta-feira (1/4), ‪às 16h30, entrevista coletiva sobre os desdobramentos da pandemia de coronavírus em Minas Gerais.

Como medida preventiva, a transmissão será via redes sociais (Facebook e Instagram) do Governo de Minas Gerais. Haverá, também, transmissão ao vivo pela Rede Minas, por meio do link http://www.redeminas.tv/. As emissoras que quiserem reproduzir as imagens, de uso irrestrito, poderão acessar via satélite da Rede Minas.

As perguntas devem ser enviadas, até ‪às 15h, para: imprensa@governo.mg.gov.br e devem ser endereçadas ao secretário em questão, no título do e-mail.

Serviço:

Entrevista coletiva sobre o coronavírus no estado

Data: 1/4/2020 (quarta-feira)

Horário: 16h30

Local: Hall - Prédio Tiradentes – Cidade Administrativa – Belo Horizonte (MG)

Transmissão via redes sociais:

Facebook - https://www.facebook.com/governomg

Instagram - https://instagram.com/governomg

]]>
Banco de notícias Wed, 01 Apr 2020 10:36:22 +0000
Minas aplicará R$ 500 milhões para ampliação da rede de saúde em resposta à pandemia https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12393-minas-aplicara-r-500-milhoes-para-ampliacao-da-rede-de-saude-em-resposta-a-pandemia https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12393-minas-aplicara-r-500-milhoes-para-ampliacao-da-rede-de-saude-em-resposta-a-pandemia

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, anunciou a aplicação de R$ 500 milhões em suporte à rede de saúde em Minas, visando aumentar a capacidade de resposta da Rede Estadual de Saúde. Os recursos financeiros são oriundos de valores a serem indenizados, em antecipação, pela mineradora Vale, por conta do rompimento da barragem Córrego do Feijão, em Brumadinho. O Estado já iniciou as medidas processuais para efetivar o desbloqueio judicial dos valores. A iniciativa foi divulgada em pronunciamento feito durante entrevista coletiva realizada na tarde desta terça-feira (31/03), na Cidade Administrativa. Outro anúncio realizado foi apresentação de uma proposta de parceria junto ao Exército Brasileiro para desinfecção de estações de grande aglomeração de pessoas, contando com a participação do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, Defesas Civis – estadual e dos municípios – por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Crédito: Andréia Castro

Na ocasião, Zema se solidarizou com os familiares das pessoas que tiveram óbitos confirmados por conta de Covid-19 e ressaltou que a prioridade é resguardar as vidas dos cidadãos. O governador também destacou que Minas foi o primeiro estado a aplicar medidas restritivas de circulação de pessoas e que as medidas começam a render resultados, uma vez que, nos últimos cinco dias, tem ocorrido diminuição na demanda por internações relacionadas a casos do novo coronavírus. “Isso mostra que estamos no caminho certo. É uma evidência de acertamos nas medidas e que precisamos manter essa direção”, avaliou.

O governador Zema ainda destacou a ampliação do número de testes, tanto em relação à Funed, quanto em relação a laboratórios da rede privada, e que o monitoramento para que se alcance um caminho seguro na condução do enfrentamento à pandemia terá a orientação técnica da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. 

A seguir, o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, apresentou os números divulgados no Boletim Epidemiológico desta terça-feira, ressaltou que o sítio eletrônico da SES-MG (www.saude.mg.gov.br/coronavirus) possui orientações voltadas a informar a sociedade, gestores, profissionais de saúde e a imprensa, reunindo desde respostas às dúvidas frequentes, situação da doença em Minas, ações em curso e legislações. Destacou também o empenho dos municípios, por meio da Associação Mineira de Municípios, em padronizar procedimentos para enfrentamento à pandemia. “São esforços conjuntos que nos colocam em um caminho para que possamos agir de forma coordenada e considerando a estrutura da Rede de Saúde”, explicou.

O secretário de Estado de Saúde Adjunto, Marcelo Cabral, destacou que há interlocução com os órgãos de controle, como o Ministério Público, no sentido de apontar a manutenção das medidas de isolamento, em virtude dos resultados alcançados, mas em observação à dinâmica da evolução da epidemia em Minas, de forma que o retorno de qualquer atividade seja feito de forma planejada e com cautela. “Fazemos estudos constantemente, através da nossa Vigilância, sempre observando os critérios epidemiológicos”.

O subsecretário de Vigilância em Saúde, Dario Brock Ramalho, explicou que a ampliação da capacidade de testagem para Covid-19 passa desde a realocação de maquinário adequado, bem como aquisição dos materiais e utilização de recursos humanos. “A rede de laboratórios públicos está sendo direcionada para trabalhar com sua capacidade máxima, de modo que possamos ter essa grande ampliação no número de exames de biologia molecular”. Ramalho adicionou que os testes rápidos que devem ser enviados pelo Ministério da Saúde são testes sorológicos, e são vocacionados ao monitoramento, por exemplo, dos profissionais de saúde, de modo que se possa recompor o número de profissionais atuando o mais rápido possível.

Boletim epidemiológico 31/03

De acordo com o boletim epidemiológico publicado na manhã desta terça-feira, 31/03, Minas Gerais tem 34.224 casos suspeitos para COVID-19 e 275 casos confirmados. Quarenta (40) óbitos estão em investigação e dois óbitos foram confirmados.

]]>
Banco de notícias Tue, 31 Mar 2020 19:11:24 +0000
Regional de Montes Claros repassa a hospitais de 15 cidades polo kits exames para coronavírus https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12392-regional-de-montes-claros-repassa-a-hospitais-de-15-cidades-polo-kits-exames-para-coronavirus https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12392-regional-de-montes-claros-repassa-a-hospitais-de-15-cidades-polo-kits-exames-para-coronavirus

Quinze hospitais sediados em municípios polo de saúde na área de abrangência da Regional de Saúde de Montes Claros já estão recebendo kits para a coleta de amostras para a realização de análises laboratoriais sobre infecção por coronavírus – Covid-19. A iniciativa, viabilizada pela Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais (SES-MG) junto com o Ministério da Saúde, objetiva descentralizar e agilizar o trabalho dos profissionais de saúde no atendimento de pacientes em situação grave de saúde e que tenham a suspeita de terem contraído a Covid-19, doença causada pelo coronavírus.

FOTO 2

A Regional de Saúde já disponibilizou kits para todos os hospitais sediados em Montes Claros e para os demais municípios polo de microrregião de saúde: Salinas, Taiobeiras, Rio Pardo de Minas, São João do Paraíso, Coração de Jesus, Grão Mogol, Francisco Sá, Bocaiúva, Janaúba, Porteirinha, Monte Azul, Espinosa, Mirabela e Jaíba.

A superintendente regional de saúde de Montes Claros, Dhyeime Thauanne Pereira Marques, ressalta que a disponibilização de kits para os hospitais polo de regiões de saúde viabiliza o atendimento de demandas que possam ocorrer em todos os 54 municípios da sua área de atuação. “Além de agilizar o fluxo de atendimento dos pacientes que venham a ser internados por Síndrome Respiratória Aguda Grave – (SRAG), a descentralização da coleta de amostras para exames possibilitará à SES-MG a obtenção de dados com maior rapidez quanto à circulação ou não do coronavírus em toda a região”, avalia a superintendente.

Dhyeime Marques lembra que entre outras ações que a SES-MG está colocando em prática, a Fundação Ezequiel Dias (Funed) está em fase final de análise de processo de credenciamento de laboratórios públicos e privados sediados em municípios de todo o Estado para compor a RedeLab Covid-19. O processo de credenciamento está temporariamente suspenso pelo fato de que, entre os dias 23 e 26 de março, 120 laboratórios manifestaram interesse de compor a Rede. Os laboratórios que forem credenciados passarão a realizar análises para diagnóstico da Covid-19.

Critérios

Além de pacientes com síndrome respiratória aguda grave e em situação grave de saúde, os kits disponibilizados aos hospitais possibilitará a coleta de amostras de trabalhadores da saúde que sejam expostos à contaminação.

A coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica, Ambiental e de Saúde do Trabalhador (Nuveast) da Regional de Saúde, Agna Soares da Silva Menezes, explica que a coleta de amostras para Covid-19 deverá ser entregue ao Laboratório Macrorregional da SES-MG, sediado em Montes Claros, no prazo de até 24 horas após o armazenamento do material em caixa térmica, climatizada entre 2 a 8 graus centígrados. Junto às amostras os serviços de saúde deverão anexar a ficha de cadastro no sistema Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL) e cópia da ficha de notificação Síndrome Respiratória Aguda Grave de pacientes hospitalizados ou que venham a óbito. Já as amostras coletadas em trabalhadores da saúde deverão ser acompanhadas de cópia da ficha de notificação ou de conclusão da ocorrência.

As amostras entregues ao Laboratório Macrorregional são encaminhadas para a Funed às segundas, quartas e sextas-feiras. O tempo entre a realização da coleta até a entrega à Funed não pode exceder o prazo de 72 horas. Agna Menezes observa que a reposição dos kits para os hospitais acontecerá mediante a entrega das amostras no Laboratório Macrorregional ou de acordo com a demanda das instituições de saúde.

]]>
Banco de notícias Tue, 31 Mar 2020 17:06:50 +0000
Pronunciamento do governador e coletiva do secretário de Saúde sobre o coronavírus https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12391-pronunciamento-do-governador-e-coletiva-do-secretario-de-saude-sobre-o-coronavirus https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12391-pronunciamento-do-governador-e-coletiva-do-secretario-de-saude-sobre-o-coronavirus

Informamos que haverá um pronunciamento do governador Romeu Zema nesta terça-feira (31/03), às 16h30, sobre as ações de prevenção e enfrentamento ao Covid-19 coronavírus no estado. Sendo assim, a coletiva do secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, será após ao pronunciamento do governador.

A transmissão será pelas redes sociais (Facebook e Instagram do Governo de Minas Gerais). Haverá, também, transmissão ao vivo pela Rede Minas, por meio do link http://www.redeminas.tv/. As emissoras que quiserem reproduzir as imagens, de uso irrestrito, poderão acessar via satélite a Rede Minas.

Serviço:

Pronunciamento do governador Romeu Zema e coletiva do secretário de Estado de Saúde sobre o coronavírus

Data: 31/3/2020 (terça-feira)
Horário: 16h30
Local: Prédio Tiradentes – Cidade Administrativa – Belo Horizonte (MG)

Transmissão via redes sociais: 

Facebook - www.facebook.com/governomg
Instagram - instagram.com/governomg

]]>
Banco de notícias Tue, 31 Mar 2020 14:46:56 +0000
REGIONAL DE UBÁ REPASSA REMESSA DE VACINAS INFLUENZA TRIVALENTE AOS MUNICÍPIOS https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12390-regional-de-uba-repassa-remessa-de-vacinas-contra-gripe-h1n1-aos-municipios https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12390-regional-de-uba-repassa-remessa-de-vacinas-contra-gripe-h1n1-aos-municipios

A Regional de Saúde de Ubá recebeu 78% da vacina Influenza trivalente referente a primeira fase da campanha, que imuniza profissionais de Saúde e idosos acima de 60 anos. Na última segunda-feira, 30/03, foi finalizado o repasse aos 31 municípios que integram a área de atuação da regional, seguindo o cronograma estabelecido pelo Ministério da Saúde, que realiza a compra e o repasse das vacinas aos Estados.

IMG-1725

Wallan Mcdonald, referência técnica em Imunização da GRS/Ubá, reforçou a atuação dos municípios como elemento chave para o bom andamento da campanha. “Neste ano, temos observado um estresse muito intenso nesta vacinação pois, justamente, coincidiu com a pandemia do novo coronavírus. É importante ressaltar que a vacina protege as pessoas contra 3 cepas do vírus influenza que mais circularam no hemisfério norte no final de 2019 e início de 2020. Assim, faz parte de uma estratégia de proteção da população e estamos nos disponibilizando a auxiliar e dirimir qualquer dúvida a este respeito, auxiliando as equipes no sucesso da campanha”, disse Wallan.

Nas três etapas da Campanha, a previsão é de que, nos 31 municípios que integram a área de atuação da Regional de Saúde de Ubá, sejam vacinadas 6.953.286 pessoas, distribuídas da seguinte forma: idosos (2.337.624); crianças até seis anos de idade (1.418.231); pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (1.188.206); trabalhadores da saúde (469.506); professores (261.141); gestantes (190.256); pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional (81.409); mulheres até 45 dias após o parto (31.252) e profissionais das forças de segurança e salvamento (25.222).

 
What do you want to do ?
New mail
]]>
Banco de notícias Tue, 31 Mar 2020 13:45:27 +0000
Assistência Farmacêutica da Regional de Montes Claros tem novo horário de atendimento https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12389-assistencia-farmaceutica-da-regional-de-montes-claros-tem-novo-horario-de-atendimento https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12389-assistencia-farmaceutica-da-regional-de-montes-claros-tem-novo-horario-de-atendimento

A partir desta quarta-feira, 1º de abril, o núcleo de assistência farmacêutica da Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros passará a funcionar de segunda a sexta-feira, no período das 8h às 13 horas. A mudança de horário é devido a necessidade da prevenção ao contágio, enfrentamento e contingenciamento do coronavirus – Covid-19.

Para evitar que idosos, doentes crônicos e imunossuprimidos saiam de casa, a Superintendência Regional de Saúde orienta que estes usuários poderão emitir a declaração autorizando um representante para fazer a retirada de medicamentos cujos processos já tenham sido deferidos pela SES-MG. A Declaração para retirada de medicamentos está disponível no site da SES-MG no seguinte endereço: www.saude.mg.gov.br/formulariosceaf

Créditos: Pedro Ricardo

Já os usuários do núcleo de assistência farmacêutica, que realizam tratamento de hemodiálise, terão seus medicamentos enviados diretamente ao serviço de referência.

Informações sobre a montagem de processos para solicitação de medicamentos e sobre a situação dos estoques poderão ser consultadas pelo aplicativo MG App que facilita para a população o acesso a informações e serviços da administração pública do Governo do Estado.

]]>
Banco de notícias Tue, 31 Mar 2020 13:07:58 +0000
Informe Epidemiológico Coronavírus 31/03/2020 https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12387-informe-epidemiologico-coronavirus-31-03-2020 https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12387-informe-epidemiologico-coronavirus-31-03-2020

Até o momento são 34.224 casos suspeitos para COVID-19 e 275 casos confirmados. Quarenta (40) óbitos estão em investigação e dois óbitos foram confirmados.

**Óbitos em investigação: óbitos suspeitos de COVID-19 que aguardam a realização de exames laboratoriais e levantamento de informações clínicas e epidemiológicas. Até o momento foram notificados 61 óbitos suspeitos, sendo 19* descartados para COVID-19. *Número corrigido em razão de duplicidade verificada nos registros oficiais.

Paciente 1: trata-se de paciente do sexo feminino, 82 anos, residente no município de Belo Horizonte. Ela foi internada no Hospital Biocor em Nova Lima em 21/03/20, com quadro de febre, tosse e desconforto respiratório, sendo transferida para UTI em 23/03/20. Foi coletado Swab para pesquisa de COVID-19 em 23/03. A paciente apresentava comorbidades: doença cardiovascular crônica, diabetes mellitus e pneumopatia crônica. Óbito ocorrido em 29/03/20. Exame de swab detectável para COVID-19 feito em laboratório privado.

Paciente 2: sexo masculino, 66 anos, residente do município de Belo Horizonte, portador de cardiopatia e diabetes mielitus. Exame detectável por RT-PCR em laboratório da rede privada. Com amostra para realização de swab, também, na Fundação Ezequiel Dias. Óbito ocorrido em 30/03/20.

Considerando que o Ministério da Saúde classificou todo o país como transmissão comunitária, além da necessidade de qualificar as informações sobre a circulação do Coronavírus em Minas Gerais, a partir de 23/03/2020 o Boletim Informativo Diário COVID-19 publicará o detalhamento apenas dos casos confirmados.

Ressaltamos que a distribuição dos casos suspeitos por município, bem como casos descartados e notificados, serão atualizadas diariamente, através do site www.saude.mg.gov.br/coronavirus - “Distribuição dos casos de COVID-19 em Minas Gerais".

A partir de 27/03/2020 os casos suspeitos de COVID-19 passaram a ser notificações no E-SUS VE, novo sistema disponibilizado pelo Ministério da Saúde. Considerando o processo de transição e a instabilidade do novo sistema, ainda não é possível extrair um relatório completo, que detalhe o número de casos por município. Assim que possível, as informações serão atualizadas.

DISTRIBUIÇÃO DOS CASOS CONFIRMADOS DA COVID-19 SEGUNDO MUNICÍPIO DE RESIDÊNCIA, MINAS GERAIS, 2020

N=275                    

Município de residência

n

Alfenas

1

Belo Horizonte

163

Betim

5

Boa Esperança

1

Bom Despacho

1

Campo Belo

1

Campos Altos

1

Carmo do Cajuru

1

Contagem

5

Coronel Fabriciano

1

Divinópolis

9

Extrema

1

Governador Valadares

2

Guimarânia

1

Ipatinga

1

Juiz de Fora

23

Lagoa da Prata

2

Manhuaçu**

1

Mariana

2

Muriaé

1

Nova Lima

20

Patrocínio

1

Poços de Caldas

2

Sabará

3

Santa Luzia

1

São João del Rei

2

Serra do Salitre

1

Sete Lagoas

2

Timóteo

1

Uberaba

3

Uberlândia

10

Unaí

1

Em investigação

5

Acesse o boletim informativo; clique aqui.

Terminologias:

TRANSMISSÃO COMUNITÁRIA
Incapacidade de relacionar casos confirmados através de cadeias de transmissão para um grande número de casos OU pelo aumento de testes positivos através de amostras sentinela (testes sistemáticos de rotina de amostras respiratórias de laboratórios estabelecidos).

CASO IMPORTADO
Caso importado- Infecção ocorreu fora do município de residência.

TRANSMISSÃO LOCAL
A identificação do caso suspeito ou confirmado em que a fonte de infecção seja conhecida OU até a 4ª geração de transmissão.

Fonte: http://plataforma.saude.gov.br/novocoronavirus/

]]>
Banco de notícias Tue, 31 Mar 2020 10:23:08 +0000
Boletim Epidemiológico de Monitoramento dos casos de Dengue, Chikungunya e Zika (31/03) https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12386-boletim-epidemiologico-de-monitoramento-dos-casos-de-dengue-chikungunya-e-zika-31-03 https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12386-boletim-epidemiologico-de-monitoramento-dos-casos-de-dengue-chikungunya-e-zika-31-03

Em 2020, Minas Gerais registrou 39.842 casos prováveis de dengue até o momento. Quanto aos óbitos, em 2020, 03 óbitos pelo agravo foram confirmados nos municípios de Medina, Itinga e Carneirinho e 18 óbitos permanecem em investigação.

Em relação à Febre Chikungunya, foram registrados em 2020, até o momento, 715 casos notificados. Há 01 óbito em investigação no município de Campo Belo.

Já em relação à Zika, em 2020 foram registrados 236 casos prováveis, sendo 59 em gestantes.

» Clique aqui e confira o Boletim Epidemiológico de Monitoramento dos casos de Dengue, Chikungunya e Zika Vírus da SES-MG (atualizado em 30/03/2020).

» Clique aqui e confira a Tabela de Casos Prováveis de Dengue, zika e chikungunya por município nas quatro últimas semanas epidemiológicas (atualizado em 30/03/2020).

» Clique aqui e confira a Tabela de Casos Prováveis de Dengue por município em 2020 (atualizado em 30/03/2020).

» Clique aqui e confira a Tabela de Casos Prováveis de Chikungunya por município em 2020 (atualizado em 30/03/2020).

» Clique aqui e confira a Tabela de Casos Prováveis de Zika por município em 2020 (atualizado em 30/03/2020).

]]>
Banco de notícias Tue, 31 Mar 2020 09:49:39 +0000
Estrutura do hospital de campanha, no Expominas, será entregue na sexta-feira (3/4) https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12384-estrutura-do-hospital-de-campanha-no-expominas-sera-entregue-na-sexta-feira-3-4 https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12384-estrutura-do-hospital-de-campanha-no-expominas-sera-entregue-na-sexta-feira-3-4

"Um conceito militar diz: se quer a paz, prepare-se para a guerra". A fala é do major Flávio Santiago, porta-voz da Polícia Militar de Minas Gerais, responsável pelo anúncio de ações realizadas pelo Estado na montagem do hospital de campanha no Expominas, em Belo Horizonte.

Crédito: Pedro Gontijo

A ação é uma das iniciativas do Governo de Minas para se antecipar às necessidades que possam surgir com a pandemia do coronavírus, Covid-19. Com expectativa de entrega da primeira fase de montagem nesta sexta-feira (3/4), as obras são executadas por empresa privada com o apoio de militares da PMMG e do Corpo de Bombeiros. "Cerca de 100 profissionais trabalham diariamente, em turnos de 24 horas. A gestão é da Diretoria de Apoio Logístico da PM. Concluído, o hospital terá a disponibilidade de 800 leitos, sendo 100 para atendimento a casos de alta complexidade", detalha o major.

Pronto para sobrecarga

Instalação utilizada em guerras, o hospital de campanha tem como característica a capacidade de manobra para atender a uma sobrecarga de pacientes. "Médicos e enfermeiros ficam próximos à linha de combate para fazer frente a necessidades pontuais que chegam ali. É um modelo estabelecido em processos de guerra, um conceito aplicado em combates. No nosso caso, combate ao coronavírus", compara Santiago.

O major reforça que, frente à pandemia, a ação do governo objetiva atender a uma possível situação de sobrecarga do sistema de saúde. "Se, e quando, houver essa sobrecarga, estaremos preparados. A princípio, a expectativa é atender, sobretudo, casos de menor complexidade ou aqueles que possam ser remanejados para aliviar os hospitais convencionais, abrindo capacidade para que possam atender pacientes mais graves. No entanto, 100 leitos de UTI com todos os equipamentos necessários serão disponibilizados no Expominas", explica.

Ele destaca ainda que a escolha do Expominas se deu por questões de estrutura e logística. "É um espaço amplo, próximo ao Anel Rodoviário e com fluxo facilitado pela Avenida Amazonas, com capacidade de fluidez e recepção inclusive ao tráfego de ambulâncias".

Prevenção

Santiago ressalta que os profissionais que participam da instalação do hospital de campanha passam por rigoroso processo de prevenção ao Covid-19. "Há uma série de critérios técnicos adotados tanto pela empresa contratada, que tem expertise na montagem e manutenção de estruturas no próprio Expominas e em áreas de saúde, quanto das corporações envolvidas no apoio à montagem. No local, todos usam Equipamento de Proteção Individual (EPI) e têm acesso a higienização constante, inclusive com álcool gel. Os procedimentos operacionais são padronizados com foco na limpeza e na estrutura oferecida aos trabalhadores, incluindo alimentação".

A previsão é de que o hospital seja erguido em três fases. A primeira, com entrega na sexta-feira (3/4), envolve a montagem da estrutura dos 800 leitos de enfermaria nos pavilhões do Expominas (conceito de portas abertas e cuidados paliativos); a segunda será a montagem de 100 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), na arena do espaço; por fim, a terceira fase prevê a expansão de leitos enfermaria e UTI, montados no foyer, no segundo pavimento e no auditório. O estacionamento também poderá ser utilizado para aporte de tendas. E ainda um necrotério será montado no Parque de Exposições.

Recursos humanos

Além da equipe da empresa de montagem, 900 militares em curso de formação estão à disposição da força-tarefa do hospital de campanha. "Eles prestam apoio na logística e no transporte de materiais, entre outras tarefas de bastidores", diz o major.

Com a unidade pronta, os profissionais envolvidos no atendimento e demais áreas operacionais da unidade serão recrutados por meio de chamamento de voluntários, aporte de profissionais de órgãos públicos, contratação direta e até reconvocação de militares estaduais.

Em andamento, o processo de viabilidade de equipamentos (materiais permanentes e insumos) prevê busca nos bens do Estado, doações e ou empréstimos de unidades hospitalares e da rede hoteleira, além de outros setores públicos e privados. Também está prevista a aquisição de materiais.

Solidariedade

O major detalha ainda que a guerra ao coronavírus tem revelado uma grande rede de solidariedade na comunidade em geral e entre os trabalhadores envolvidos nas ações de combate à doença. Segundo ele, sentimentos de esperança, fortalecimento de laços e cuidado com o próximo são reforçados em momentos de crise como este e em Minas o senso de solidariedade tem se revelado muito presente

]]>
Banco de notícias Mon, 30 Mar 2020 18:36:48 +0000
Secretário de Saúde concede de coletiva de imprensa sobre o coronavírus em Minas Gerais https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12383-secretario-de-saude-concede-de-coletiva-de-imprensa-sobre-o-coronavirus-em-minas-gerais https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12383-secretario-de-saude-concede-de-coletiva-de-imprensa-sobre-o-coronavirus-em-minas-gerais
O secretário de Saúde Carlos Eduardo Amaral concede, nesta segunda-feira (30/3), ‪às 16h30, entrevista coletiva sobre as ações de prevenção e enfrentamento ao coronavírus (Covid-19) em Minas Gerais.
 
Como medida preventiva à disseminação da pandemia, a transmissão será via redes sociais (Facebook e Instagram) do Governo de Minas Gerais. Haverá, também, transmissão ao vivo pela Rede Minas, por meio do link http://www.redeminas.tv/. As emissoras que quiserem reproduzir as imagens, de uso irrestrito, poderão acessar via satélite da Rede Minas.

As perguntas devem ser enviadas, até ‪às 15h, para o e-mail: imprensa@governo.mg.gov.br.

Serviço:
Entrevista coletiva sobre o coronavírus no estado
Data: 30/3/2020 (segunda-feira)
Horário: 16h30
Local: Hall - Prédio Tiradentes – Cidade Administrativa – Belo Horizonte (MG)
Transmissão via redes sociais:
Facebook - https://www.facebook.com/governomg
Instagram - https://instagram.com/governomg

]]>
Banco de notícias Mon, 30 Mar 2020 10:58:08 +0000
Informe Epidemiológico Coronavírus 30/03/2020 https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12382-informe-epidemiologico-coronavirus-30-03-2020 https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12382-informe-epidemiologico-coronavirus-30-03-2020

Até o momento são 29.724 casos suspeitos para COVID-19 e 261 casos confirmados. Há em investigação 23 óbitos e um óbito foi confirmado. 

**Óbitos em investigação: óbitos suspeitos de COVID-19 que aguardam a realização de exames laboratoriais e levantamento de informações clínicas e epidemiológicas. Até o momento foram notificados 43 óbitos suspeitos, sendo 19* descartados para COVID-19. *Número corrigido em razão de duplicidade verificada nos registros oficiais.

Em relação ao óbito confirmado: Trata-se de paciente do sexo feminino, 82 anos, residente no município de Belo Horizonte. Ela foi internada no Hospital Biocor em Nova Lima em 21/03/20, com quadro de febre, tosse e desconforto respiratório, sendo transferida para UTI em 23/03/20. Foi coletado Swab para pesquisa de COVID-19 em 23/03. A paciente apresentava comorbidades: doença cardiovascular crônica, diabetes mellitus e pneumopatia crônica. Óbito ocorrido em 29/03/20. Exame de swab detectável para COVID-19 feito em laboratório privado.

Considerando que o Ministério da Saúde classificou todo o país como transmissão comunitária, além da necessidade de qualificar as informações sobre a circulação do Coronavírus em Minas Gerais, a partir de 23/03/2020 o Boletim Informativo Diário COVID-19 publicará o detalhamento apenas dos casos confirmados.

Ressaltamos que a distribuição dos casos suspeitos por município, bem como casos descartados e notificados, serão atualizadas diariamente, através do site www.saude.mg.gov.br/coronavirus - “Distribuição dos casos de COVID-19 em Minas Gerais".

A partir de 27/03/2020 os casos suspeitos de COVID-19 passaram a ser notificações no E-SUS VE, novo sistema disponibilizado pelo Ministério da Saúde. Considerando o processo de transição e a instabilidade do novo sistema, ainda não é possível extrair um relatório completo, que detalhe o número de casos por município. Assim que possível, as informações serão atualizadas.

DISTRIBUIÇÃO DOS CASOS CONFIRMADOS DA COVID-19 SEGUNDO MUNICÍPIO DE RESIDÊNCIA, MINAS GERAIS, 2020

N=261                    

Município de residência

n

Belo Horizonte

163

Betim

5

Boa Esperança

1

Bom Despacho

1

Campo Belo

1

Campos Altos

1

Carmo do Cajuru

1

Contagem

5

Coronel Fabriciano

1

Curvelo

1

Divinópolis

9

Extrema

1

Governador Valadares

2

Guimarânia

1

Ipatinga

1

Juiz de Fora

13

Lagoa da Prata

2

Mariana

2

Muriaé

1

Nova Lima

19

Patrocínio

1

Poços de Caldas

2

Sabará

3

Santa Luzia

1

São João del Rei

2

Serra do Salitre

1

Sete Lagoas

2

Timóteo

1

Uberaba

3

Uberlândia

10

Unaí

1

Em investigação

3

Acesse o boletim informativo; clique aqui.

Terminologias:

TRANSMISSÃO COMUNITÁRIA
Incapacidade de relacionar casos confirmados através de cadeias de transmissão para um grande número de casos OU pelo aumento de testes positivos através de amostras sentinela (testes sistemáticos de rotina de amostras respiratórias de laboratórios estabelecidos).

CASO IMPORTADO
Caso importado- Infecção ocorreu fora do município de residência.

TRANSMISSÃO LOCAL
A identificação do caso suspeito ou confirmado em que a fonte de infecção seja conhecida OU até a 4ª geração de transmissão.

Fonte: http://plataforma.saude.gov.br/novocoronavirus/

 
What do you want to do ?
New mail
]]>
Banco de notícias Mon, 30 Mar 2020 10:42:54 +0000
Novo horário de funcionamento da Farmácia Minas - unidade de Belo Horizonte https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12381-novo-horario-de-funcionamento-da-farmacia-minas-unidade-de-belo-horizonte https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12381-novo-horario-de-funcionamento-da-farmacia-minas-unidade-de-belo-horizonte

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informa que, a partir desta segunda-feira (30-03), o funcionamento da unidade de Belo Horizonte da Farmácia de Minas,Av. Contorno 8.495, será entre 07 e 18 horas. Não há, portanto, alteração nos agendamentos.

]]>
Banco de notícias Mon, 30 Mar 2020 10:32:07 +0000
Atendimento à imprensa https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12380-atendimento-a-imprensa https://saude.mg.gov.br/sobre/publicacoes/estatistica-e-informacao-em-saude/stories/12380-atendimento-a-imprensa

Informamos nesta semana, em virtude da pandemia do Covid-19, a equipe de atendimento à imprensa da SES-MG segue trabalhando em teletrabalho .
Em razão disso, solicitamos que as demandas sejam enviadas preferencialmente pelos emails: jornalismo@saude.mg.gov.br com cópia para sesjornalismomg@gmail.com

Em caso de dúvidas ou outras informações, faremos plantão nos seguintes celulares e horários:
8h às 14h
(31) 98475-8140 e (31) 98447-4289
13h às 19h
(31) 99450- 0158 e (31) 98425-6531 e (31) 98354-1954

]]>
Banco de notícias Mon, 30 Mar 2020 07:52:24 +0000