Diretrizes e Organização da Influenza | Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais - SES

INFLUENZA

A influenza é uma doença sazonal, de ocorrência anual e, em regiões de clima temperado, as epidemias ocorrem, quase que exclusivamente, nos meses de inverno.

No Brasil, o padrão de sazonalidade varia entre as regiões, sendo mais marcado naquelas com estações climáticas bem definidas, ocorrendo com maior frequência em locais de clima temperado nos meses mais frios.

A influenza é descrita como uma infecção viral aguda do sistema respiratório, de elevada transmissibilidade e distribuição global.Frequentemente, é caracterizada por início abrupto dos sintomas, que são predominantemente sistêmicos, incluindo febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, mialgia e anorexia, assim como sintomas respiratórios com tosse seca, dor de garganta e coriza. A infecção, geralmente, dura uma semana e os sintomas sistêmicos podem persistir por alguns dias, sendo a febre o mais importante. Algumas pessoas, como idosos, crianças novas, gestantes e pessoas com alguma comorbidade possuem mais risco de desenvolver complicações devido à influenza. Um indivíduo pode contraí-la várias vezes ao longo da vida. Em geral, tem evolução autolimitada, podendo, contudo, apresentar-se de forma grave.

Nesse contexto, a influenza constitui uma das grandes preocupações das autoridades sanitárias mundiais, devido ao seu impacto na morbimortalidade, decorrente das variações antigênicas cíclicas sazonais. Uma característica importante das pandemias é a substituição da cepa atual por uma nova cepa pandêmica. A importância da influenza como questão de saúde pública cresceu após o ano de 2009, quando se registrou a primeira pandemia do século XXI, devido ao vírus influenza A (H1N1) pdm09, com mais de 190 países notificando milhares de casos e óbitos pela doença.  Verifica-se maior gravidade em idosos, crianças, pessoas com comprometimento imunológico, cardiopatias, pneumopatias, entre outros. 

BAIXE PUBLICAÇÃO NA ÍNTEGRA "DIRETRIZES PARA ORGANIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA À SAUDE E VIGILÂNCIA AOS CASOS DE SÍNDROME GRIPAL (SG) E SÍNDROME RESPIRATÓRIA AGUDA GRAVE (SRAG) COM ÊNFASE NA INFLUENZA NO ESTADO DE MINAS GERAIS"