A audição é uma das principais formas de contato do indivíduo com o ambiente. Permite monitorar os eventos ambientais e principalmente o processamento da fala, tornando possível a comunicação como expressão do pensamento.

Segundo Hellen Keller, deficiente auditiva e visual, “a deficiência visual nos separa das coisas; a deficiência auditiva nos separa das pessoas”.

A deficiência auditiva é uma redução ou ausência da capacidade de ouvir. Dependendo do local da lesão é classificada quanto ao tipo (condutiva, neurossensorial, central ou mista) e quanto ao grau (leve, moderada, severa ou profunda).

As perdas auditivas leves dificultam ou impedem a detecção de sons de baixa intensidade, como um sussurro ou um tique taque de relógio. As moderadas comprometem a compreensão da fala em volume natural. As severas e profundas impossibilitam a detecção de fala mesmo em intensidades mais elevadas.

Referências:

Lopes Filho OC. Deficiência auditiva. In: Lopes Filho OC, ed. Tratado de Fonoaudiologia. 2 ed. Ribeirão Preto: Tecmed; 2005. P. 23-40.

Jamieson JR. O impacto da deficiência auditiva. In: Katz J, ed. Tratado de audiologia clínica. São Paulo: Manole; 1999. P. 590-609.

Centros de Reabilitação Auditiva e Centros Especializados em Reabilitação (CER) COLOCAR LINK DA PAGINA DO CER com modalidade de Reabilitação Auditiva.

Os Centros de Reabilitação Auditiva e Centros Especializados em Reabilitação (CER) com modalidade de Reabilitação Auditiva são pontos de atenção da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência, responsáveis pela avaliação multiprofissional das pessoas com deficiência auditiva. Realizam avaliação auditiva; seleção, adaptação e fornecimento de Aparelho de Amplificação Sonora Individual (AASI); acompanhamento e terapias de habilitação ou reabilitação auditiva.

Em Minas Gerais são 16 pontos de atenção distribuídos nas Regiões Ampliadas de Saúde do estado, conforme tabela abaixo.

O encaminhamento para estes serviços deve ser realizado pela Secretaria Municipal de Saúde do município de residência do usuário e o agendamento é realizado pela Junta Reguladora da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência do município sede do serviço.

Documentos necessários:

  • Exames audiológicos
  • Encaminhamento do fonoaudiólogo ou médico
  • Carteira de Identidade (original e cópia)
  • Comprovante de residência (cópia)
  • Cartão Nacional do SUS

Serviço

Instruções para preenchimento das Guias da Saúde Auditiva